sábado, 14 de fevereiro de 2009

"Grávida brasileira atacada por skinheads em Zurique" ou porque não devemos acreditar em tudo o que os media dizem

Quando ouvi esta notícia pela primeira vez, confesso que fiquei chocada, triste e desiludida! Como era possível que na minha Zurique, na Suíça, acontecessem coisas como estas?!

Mas depois li todo o relato dos acontecimentos e comecei a achar a história um pouco estranha. A estação onde supostamente tudo aconteceu (Stettbach em Dübendorf) é bastante movimentada... Como é possível não haver testemunhas???

Como seria de imaginar, a comunicação social Brasileira desencadeou um ataque massivo às autoridades Suíças, pondo em questão as relações diplomáticas entre os dois países. A forma como a notícia foi dada pelos media denegriu a imagem de uma cidade pacata e segura como Zurique.

Mas afinal as coisas não aconteceram bem como foi relatado pela comunicação social. Em primeiro lugar, a senhora nem sequer grávida estava, para além de sofrer de distúrbios de personalidade...

Para saber a história toda e não apenas o que a comunicação social nos quer fazer acreditar.

5 viagens:

Bruno 17 de fevereiro de 2009 às 17:33  

Tens razão, Zurique é conhecida como uma cidade pacata. Mas será que na prática é mesmo assim? Relembro o que tentaram fazer na década de 90, e toda a história do Parque das Agulhas, que degenerou numa onda violência e assassínios. Já não bastou terem "empurrado" os toxicodependentes para debaixo do tapete, como acabou por verificar-se que foi pior a emenda do que o soneto. Ou como se costuma dizer: foi pior a amêndoa do que o cimento.

Quanto aos media brasileiros, confesso que estive um pouco ausente e não acompanhei a cobertura desde o início da história. Provavelmente fizeram o que a comunicação social de qualquer país faria: os ingleses atiram-se às autoridades portuguesas por causa do caso Maddie, os portugueses atiram-se aos americanos por deportarem para os Açores criminosos que cumpriram a pena, quando estes nada têm a ver com os Açores, só por não terem a nacionalidade americana... os brasileiros atiram-se aos ingleses por causo da morte do Jean Charles de Menezes. E por aí adiante. Nestes casos quase nunca existe uma cobertura totalmente isenta. Nos últimos dias, acompanhei um pouco da cobertura dos media brasileiros e pareceu-me que estavam a analisar o caso com imparcialidade.

Quanto à questão da segurança, a Suiça é talvez o país mais seguro da Europa. Mas isso não quer dizer nada. Zurique talvez seja segura como Lisboa, que aparece em alguns estudos como a capital mais segura da União Europeia, e no entanto há roubos, furtos, assassínios. Estes casos podem acontecer em qualquer lado. Ou casos parecidos com o que neste se relata, já que ao que parece tudo não terá passado de uma encenação.

cipereira 17 de fevereiro de 2009 às 17:48  

Bruno:

"Zurique talvez seja segura como Lisboa, que aparece em alguns estudos como a capital mais segura da União Europeia, e no entanto há roubos, furtos, assassínios."

Devo dizer-te que já andei em Zurique às tantas da madrugada, sozinha, por meio de zonas menos movimentadas (para cortar caminho) e não se passou nada! Nem medo/receio senti! Achas que faria o mesmo em Portugal?! Nunca!
Em Portugal, ouvir relatos de pessoas próximas que já foram vítimas de assaltos é lugar comum! Em Zurique ouvi 1 ou 2 histórias que se passaram com alguém conhecido do primo da amiga... E sempre com um tom muito chocado e de indignação.

Quanto à comunicação social, tens razão, mas eu referia-me mais ao que passou em Portugal e como os média Portugueses manipulam as notícias (outro exemplo é o caso Esmeralda) e a mente/opinião das pessoas.

A história da limpeza dos toxicodependentes ainda hoje é falada em Zurique pelas pessoas. Mas foi encarado como um mal necessário! Hoje não vês esse degredo pelas ruas e se aparece algum drogado pela rua, a polícia aparece logo e leva-o dali (eu assisti algumas vezes a cenas dessas). Outra coisa que é necessário referir é que as pessoas respeitam a polícia e esta anda muito pela cidade.

rdpereira 19 de fevereiro de 2009 às 12:15  

http://www.bodegacultural.com/

Sonhos Milka 20 de fevereiro de 2009 às 12:19  

Afinal a besta já disse a verdade

http://noticias.portugalmail.pt/artigo/20090220/brasileira-admite-ter-inventado-ataque-de-neo-nazis

Agora quero ver se os media brasileiros terão a mesma atenção em espalhar a verdade!

E 3 anos de prisão acho muito pouco, neste casos a deportação é o mínimo a fazer.

Sonhos Milka

cipereira 21 de fevereiro de 2009 às 00:27  

E depois é por isto que os estrangeiros são mal vistos em qualquer país!

Pesquisar neste blogue

Member of

cipereira

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP