sexta-feira, 18 de setembro de 2009

E ainda me perguntam porque quero (tão deseperadamente) voltar para lá...

Entre outras coisas...


Há muito que, em termos de qualidade de vida, as cidades de Zurique, Genebra e Berna figuram entre as mais bem classificadas no mundo. Nenhuma destas três cidades conta com o património histórico de Roma, a modernidade de Nova York, o dinamismo económico de Shanghai ou o fascínio cultural de Paris. Mas Zurique, Genebra e Berna oferecem algo mais importante: melhores condições de vida!

De facto, todos os anos, as três aparecem no topo da lista, resultado de pesquisa realizada pela empresa inglesa de consultadoria Mercer, que analisa a qualidade de vida em 420 cidades de diferentes partes do mundo. Na última década, Zurique ocupou 7 vezes o primeiro lugar.

O estudo tem por base 39 critérios diferentes, subdivididos em 10 categorias, relacionadas particularmente com a situação política do país (nível de liberdade individual, censura, etc.), o quadro económico (bens de consumo disponíveis, serviços bancários), o contexto social (salubridade, criminalidade, transportes), a possibilidade de ensino, oferta cultural, actividades recreativas, clima, meio ambiente...


Mas será que realmente daria para comparar cidades pequenas como Genebra com metrópoles do tamanho de Londres ou Tóquio? Claro que sim! Tomemos, por exemplo, a criminalidade: todos os centros urbanos possuem estatísticas indicando com clareza os riscos para a segurança dos seus habitantes, afirma a responsável pela informação global da Mercer em Genebra, Christa Zihlmann.

Zurique, Genebra e Berna obtêm óptima pontuação em quase todas as categorias da classificação Mercer, beneficiando-se, particularmente, das condições especiais que caracterizam, há muito tempo, toda a Suíça: estabilidade político-económica e qualidade de infraestrutura e serviços...

Entre os pontos fortes das cidades suíças figuram, sem dúvida, a segurança, a inexistência de greves, o alto nível do ensino escolar, a confiabilidade dos hospitais e o bom funcionamento dos serviços públicos e privados: os meios de transportes são pontuais, as remessas postais chegam ao destino, a água de torneira é potável, os telefones e os acessos à Internet funcionam bem. Entre outras vantagens, destacam-se certamente a proximidade dos aeroportos, os benefícios das áreas verdes que as cercam, o tráfego rodoviário desobstruído e seus baixos níveis de poluição, realça Christa Zilhmann.


No entanto, Zurique, Genebra e Berna, reconhece Brigitte Schindler, não são paraísos terrestres. A outra face da moeda deste sucesso é constituída principalmente pelo alto custo de vida. Isto se nota, em particular, no mercado imobiliário: os alojamentos estão se tornando cada vez mais raros e mais caros.


Mas e o que dizer da hospitalidade, do espírito de acolhimento? Os suíços não são conhecidos como um povo simpático e aberto ao mundo. São, talvez, muito discretos e reservados. Porém, depois de morar 15 anos em Genebra, posso dizer que as pessoas também são acolhedoras e cordiais, responde a colaboradora da inglesa Mercer.



7 viagens:

Dani girl 18 de setembro de 2009 às 13:45  

Que maravilha... É sempre bom confirmar expectativas que todos dizem ser "demasiado elevadas". Balelas de quem quer convencer-se que cá é que se está bem...

Já sabes que te desejo muita, muita sorte!!! Embora para a Suíça! ;)

Guida 18 de setembro de 2009 às 14:23  

Acho que só vivendo cá é que temos a noção da realidade do que é a qualidade de vida que lemos nos textos da Mercer: Ver para crer!
Espero que a tua mudança esteja para breve! :)

cipereira 18 de setembro de 2009 às 19:52  

@ Dani:
Obrigada! Espero que não demore muito mais...

cipereira 18 de setembro de 2009 às 19:54  

@ Guida:
Fiquei sem perceber se concordas ou não... Pela minha experiência, subscrevo a 100 % o estudo da Mercer!

Obrigada e também eu estou mortinha para voltar para onde sou feliz!

Guida 20 de setembro de 2009 às 09:32  

Concordo a 100% com a Mercer!

Rute 22 de setembro de 2009 às 16:28  

Olá,

Como já te informei na semana passada, acabamos de lançar minube.pt em Portugal. Envio-te este mail porque temos uma opção em minube que é ser "evangelizador". Isto significa que, ao criares conteúdo no site, podes gerar lucros. Obviamente só contactamos para este grupo viajantes que conheçam um elevado número de países e possam aportar muito conteúdo e imagens sobre os mesmos. Se te interessa visita a página http://www.minube.pt/evangelizadores onde poderás encontrar um questionário como modo de candidatura.

Cumprimentos e Boas viagens!

Anónimo 6 de outubro de 2009 às 19:01  

Olá!Queria falar ctg mas não sei como senão aqui nos comentários.O meu ex está em Genéve a ganhar qto quer,hotel pago durante a semana e ao fim de semana na casa do patrão.Aqui fez-me a vida negra,só fez dívidas em meu nome através de uma empresa que colocou em meu nome.Está em Genéve desde a Páscoa e não foi capaz de pagar as dividas que fez nem me ajudar.Ainda foi um grande arrogante e cara de pau.Tenho uma filha de sete anos para sustentar e uma dívida nas finanças para pagar que não fiz.Aqui se trabalhar retiram-me uma percentagem do ordenado, a ele que fez a dívida ninguém tira nada.Eu pergunto se há justiça neste mundo?!Estou desde entãoà procura de trabalho para fora do país e não tenho sorte nenhuma.Se houver algo em que me possas ajudar, eu agradeço do fundo do coração.Só eu sei o que tenho sofrido!Preciso de ajuda e apoio.
Aqui fica o meu email:filomena1976@live.com.pt
Parabéns pelo teu blog!Adorei!
Beijo enorme!
Filomena Gomes

Pesquisar neste blogue

Member of

cipereira

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP