sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Estou FARTA deste Doutoramento; ai é que estou mesmo fartinha, fartinha até à pontinha dos cabelos!

Estou farta de nunca nada me dar certo à primeira, por vezes nem à primeira, nem segunda, nem terceira, nem à... Estou farta de me correr sempre tudo mal. Estou farta de os equipamentos avariarem quando sou eu que os vou usar e, principalmente quando tenho deadlines a cumprir. Estou farta de servir de exemplo para o maior pesadelo de um aluno de Doutoramento, tipo, perder todo o meu doutoramento sob a forma de centenas de amostras, amealhadas com muito esforço ao longo de 2 anos de trabalho, só porque a câmara congeladora avariou durante o Natal e só se deu conta depois da passagem de ano, no início de Janeiro, quando tudo já estava descongelado! Estou farta de ter de repetir coisas. Estou farta de não ver nada de produtivo na minha vida. Estou farta de ver os outros seguir em frente ou mesmo ultrapassar-me, com a sua vidinha (académica) facilitada. Estou farta da dança dos artigos científicos com a qual eu discordo em muita coisa e, que faz perder anos de vida e ganhar cabelos brancos.

Estou farta de perguntar porque é que as coisas não poderiam ser, pelo menos uma vez, fáceis e correrem bem logo à primeira. E estou farta de não ter respostas...

8 viagens:

JB 15 de agosto de 2008 às 13:50  

tás mesmo a precisar de férias...
tem calma boas coisas andam aparecer :)

JB 15 de agosto de 2008 às 13:50  

..."hão-de aparecer"...

JB 15 de agosto de 2008 às 13:50  

..."hão-de aparecer"...

eremita 15 de agosto de 2008 às 14:08  

Olha, és de ciências! Boa!
É raro encontrar pessoal desta àrea por aqui =)

Sávio Fernandes 15 de agosto de 2008 às 21:49  

Acontece a todos passar por períodos em que tudo parece correr mal.
Respira fundo e acredita em ti. ;)
Bjs.

r i t a 16 de agosto de 2008 às 19:31  

Sei mt bem o que é isso. Fiz um estágio na área de investigação e a determinada altura apercebi-me que os 1001 teste que tinha feito em 2 meses estavam errados por causa de um parâmetro que não tinha considerado e que ninguém me tinha dito para considerar...quase que morri quando me apercebi, a semana seguinte foi demais, nem tenho adjectivos p qualificá-la. Tive que refazer o que tinha descoberto que estava mal, a media de horas de sono foi, nessa semana, 3, não desejo a ng o q passei. A pressão p obter resultados tb por causa de um artigo foi um pesadelo...quando chegou o dia do veredicto final fui compensada pela nota que se calhar me fez esquecer estes momentos menos bons...mas tb eu na altura pensei assim como tu...

Apenas Claudia 30 de agosto de 2008 às 00:39  

Pareceu-me estressada!
Afff

Tudo vai dar certo!
Fique com Deus!

Teu aniversário é 18 de agosto????
Minha mãe era deste dia!

cipereira 30 de agosto de 2008 às 11:03  

Rita: De facto há alturas em que apetece desistir de tudo, mas depois há outros momentos que compensam todo o sofrimento. Obrigada pelo comment.

apenas claudia: Obrigada pelo comentário. O meu aniversário é a 10 de Agosto e não a 18...

Pesquisar neste blogue

Member of

cipereira

  © Free Blogger Templates Spain by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP